28 de Junho de 2020
  • GaúchaZH
  • Geral
  • 4 banner(s)

Como a Igreja se reinventou na pandemia

Missas online, live católica e o serviço de TelePaz são exemplos dessa transformação

Aos 2 mil anos de idade, a Igreja Católica está transformando limitações em oportunidades de evoluçãoAdobe Stock / adobe.stock.comSe existe no Rio Grande do Sul uma instituição disciplinada e colaborativa em tempos de pandemia, é a Igreja Católica. Aos 2 mil anos de idade, está transformando limitações em oportunidades de evolução aqui no Estado.

A Arquidiocese de Porto Alegre, liderada por Dom Jaime Spengler, suspendeu a realização de missas públicas em 16 de março - a primeira capital brasileira a tomar essa atitude. Decretou o fechamento das igrejas em 20 de março e seguiu as orientações de distanciamento para o retorno, um mês depois. Novamente fechou as igrejas em 20 de junho, obedecendo à classificação de bandeira vermelha do modelo do governo do Estado. Sem reclamar. Ao contrário: sempre afirmou que a preservação da vida é a sua prioridade, apesar dos eventuais prejuízos materiais. O Mensageiro da Caridade, por exemplo, enfrenta uma crise sem precedentes. A solução: mobilizar a comunidade, o que vem acontecendo. Abaixo, algumas das iniciativas da arquidiocese da Capital:


TelePaz: em parceria com a PUCRS, a Arquidiocese de Porto Alegre lançou um serviço telefônico de escuta e oração.


Olhar da Fé: série de vídeos levando mensagens dos bispos sobre fé e esperança aos lares em tempos de pandemia.


Fé online: aumento substancial no número de missas transmitidas pela internet. O site da arquidiocese atualiza semanalmente o calendário.


 Solidariedade: atenção constante das 160 paróquias e suas comunidades paroquiais à crescente demanda por alimentos dos mais pobres e daqueles que perderam suas fontes de renda em função da pandemia.


Campanha emergencial: impactada pela impossibilidade de seguir ajudando cerca de 400 famílias em virtude da paralisação do Mensageiro da Caridade, a arquidiocese iniciou uma campanha de doações pelo site ajude.mensageirodacaridade.org.


Contra a fome: apesar da redução de 90% das receitas, a Caritas Arquidiocesana e o Mensageiro da Caridade seguem fornecendo mais de 20 toneladas mensais de alimentos às paróquias, que destinam cestas básicas às comunidades.


LiveShow: um show de música católica foi transmitido pela página da Arquidiocese de Porto Alegre na sexta-feira, com o objetivo de aumentar as doações ao Mensageiro da Caridade e à Caritas. A iniciativa foi do Ministério Vini Elias.


Pesquisa sobre o clero: um levantamento revelou como os padres estão servindo à população em tempos de pandemia. "Não paramos de atender as pessoas, apenas agregamos mais formas e instrumentos para realizar esse serviço. Podemos dizer que o atendimento aos fiéis está se tornando mais diversificado e mais qualificado", afirmou o padre Ilário Flach, coordenador da Ação Evangelizadora da Arquidiocese de Porto Alegre. Mais informações: bit.ly/arquidpesquisa
Leia mais colunas de Tulio Milman