07 de Outubro de 2019
  • GaúchaZH
  • Geral

Performance "Quando Você me Toca" e mais dicas para curtir em Porto Alegre nesta segunda-feira

Apresenta, que ocorre na Terreira da Tribo, tem entrada franca

Tatá e a pele que habitamosEspetáculo será apresentado na segunda e na terça-feiraFio da Navalha / DivulgaçãoDireto de Pelotas, o grupo Tatá - Núcleo de Dança-Teatro traz à Capital o espetáculo Quando Você me Toca, com performances que exploram a pele humana como elemento de criação artística. As apresentações serão realizadas nesta segunda (7) e terça (8), às 20h, na Terreira da Tribo (Rua Santos Dumont, 1.186). Com entrada franca, os ingressos serão distribuídos no local, uma hora antes do evento. A produção faz parte da campanha de apoio ao espaço cultural Terreira da Tribo, que precisa de recursos para seguir em atividade - mais informações em benfeitoria.com/terreiradatribo.

Os livros das vidas deles Alcy Cheuiche é um dos convidados do eventoLuis Ventura / DivulgaçãoOs escritores Alcy Cheuiche e Carlos Augusto Bissón são os convidados da edição de nesta segunda-feira (7)  do projeto Os Livros de Nossa Vida, no qual convidados partilham com o mediador Sergius Gonzaga sua relação pessoal com leituras e autores que os moldaram. Cheuiche é autor de romances como Sepé Tiajaru: Romance dos Sete Povos das Missões (1975), O Mestiço de São Borja (1980), Ana Sem Terra (1990) e o recentemente reeditado Lord Baccarat (1993). Já Carlos Augusto Bissón é jornalista e autor de Moinhos de Ventos: Histórias de um Bairro de Porto Alegre, no qual recupera a memória do bairro da Capital. O evento, com entrada franca, será realizado às 18h30min na sala Álvaro Moreyra do Centro Municipal de Cultura (Avenida Erico Verissimo, 307).

O catalão e o portuguêsO tradutor catalão Pere Comellas Casanova estará em Porto Alegre para uma conversa sobre tradução literária, nesta segunda-feira (7), às 14h30min, com entrada franca, no Instituto de Cultura da PUCRS, no sétimo andar da Biblioteca Central da PUCRS (Avenida Ipiranga, 6.681, prédio 16). Casanova é especializado em traduções do espanhol e do português para a língua catalã e já transpôs para seu idioma obras de autores lusos, como Miguel de Souza Tavares, Fernando Pessoa e Eça de Queirós; de africanos de língua portuguesa, como Germano Almeida e Paulina Chiziane; e de brasileiros, como Erico Verissimo, de quem traduziu O Retrato e O Arquipélago, e Moacyr Scliar, de quem verteu Os Leopardos de Kafka. Casanova deve discutir com o público os desafios do processo de tradução e a recepção da literatura de língua portuguesa na Catalunha.