30 de Julho de 2020
  • GaúchaZH
  • Geral
  • 4 banner(s)

Museu de Ciência e Tecnologia da PUCRS fará exposição virtual nesta sexta-feira

Transmissão está marcada para as 10h, no perfil da instituição no Tik Tok

Durante a live serão mostradas as diferentes exibições do localBruno Todeschini / Museu de Ciência e Tecnologia da PUCRSO Museu de Ciência e Tecnologia (MCT) da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) fará, na sexta-feira (31), às 10h, uma live no Tik Tok com o tema "O espaço de exposição do Museu". Na transmissão ao vivo, que tem duração máxima de 40 minutos e poderá ser acompanhada no perfil da instituição (@museudapucrs), serão mostrados os diferentes espaços do local.

A live faz parte da campanha  #MuseuSemFronteiras, criada pelo Tik Tok em conjunto com o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). A ação reúne um conjunto de museus públicos e privados. O Museu da PUCRS é o único universitário entre os participantes.

De acordo com a representante da coordenadoria de projetos museológicos do MCT, Simone Flores Monteiro, a experiência virtual é mais um meio de comunicação com o público que gera aprendizado.

- No momento em que estamos vivendo, essa comunicação contribui para a dignidade social, pois o público que não conhece pode se beneficiar de experiências e patrimônios museais - afirmou.

Receba duas vezes por dia um boletim com o resumo das últimas notícias da covid-19. Para receber o conteúdo gratuitamente, basta se cadastrar neste link

Exposição digitalCom o distanciamento socia, a PUCRS criou em seu site um espaço que conta com a atividades online relacionadas ao museu, dentre elas uma exposição virtual. Simone, afirma, contudo, que a virtualidade não resolve o problema por inteiro.

- A experiência e a vivência permitem a sociabilidade, o crescer com o outro - avaliou.

Por outro lado, disse acreditar que o recurso online permite aproximar conhecimento das pessoas, contribuindo para reduzir o medo a partir da ciência.

- Não teria sentido ser diferente, afinal tudo o que o MCT guarda, conserva, pesquisa contribui para a valorização da vida, para que o homem se entenda como parte da natureza, sabendo que tem um papel importante - disse.

Segundo a coordenadora educacional do MCT, professora da Escola de Ciências da Saúde e da Vida, Renata Medina da Silva, o principal desafio ainda é o acesso ao ambiente virtual. 

- Mesmo com propostas educativas, lúdicas e interativas, como os vídeos da exposição Marcas da Evolução e o quiz com o mascote do museu, o Eugênio, a questão ainda é fazer com que todo esse universo de possibilidades chegue às pessoas, pra que elas possam usufruir esses conteúdos, sobretudo os estudantes da rede pública de ensino - explicou.

Quer saber mais sobre o coronavírus? Clique aqui e acompanhe todas as notícias, esclareça dúvidas e confira como se proteger da doença