09 de Novembro de 2017
  • Portal Visão
  • Geral

Djenifer Arnold, de Florianópolis, conquistou dois ouros e um bronze no primeiro dia das provas de natação

Florianopólis e Itajaí largaram na frente no primeiro dia de natação na piscina do Clube Caça e Tiro, nos 57º Jogos Abertos de Santa Catarina, em Lages. A nadadora Djenifer Arnold, 24 anos, de Florianópolis, foi a principal medalhista desta quarta-feira, 8, com dois ouros em provas individuais e um bronze, por equipe.

Destaque da edição dos 50 anos dos Jasc, quando conquistou sete ouros, Djenifer venceu os 400m medley na abertura do dia e os 200m costas. No final da tarde, ainda ajudou a equipe da Capital a obter um lugar no pódio do revezamento 4x100m livre. Foi um excelente começo para quem pretende se despedir da maior competição do Estado na 57ª edição.  "A ideia é parar no final do ano para me dedicar ao triatlo", explica a nadadora, que ainda disputa quatro provas nos próximos dois dias. 

Entre as meninas, outro destaque do dia foi Julia Volkmann, de Blumenau, que bateu o primeiro recorde da modalidade da 57ª edição dos Jasc, nos 200m livres, com 2min00seg48, um centésimo abaixo do recorde anterior, que era dela. "Nadei apenas com objetivo de liderar. Quando ouvi a torcida, acelerei e deu certo", contou a nadadora, que atualmente defende o Grêmio Náutico União (RS).

A vibração da torcida na arquibancada contagia os nadadores. Foi assim que a joinvilense Carolina Bergamaschi encontrou fôlego e força para garantir o ouro nos 200m peito, a primeira das quatro provas que disputa nos Jasc de Lages. "Sempre gostei da energia da competição. Queria fazer um tempo abaixo de 2min40seg e consegui", disse Carol, que marcou 2min38seg e vai levar a medalha para o filho Nicolas, de dois anos. "Todas são dele" completou Bergamaschi.  



Mesmo sem vencer nenhuma prova, Itajaí lidera no feminino em busca do bicampeonato na modalidade. "Já sabíamos que o primeiro dia seria o mais difícil para nós", explica o técnico de Itajaí, Leandro Peixoto, que também busca o tetracampeonato no masculino. Porém, no masculino, Florianópolis começou melhor, com destaque para Mauro Fernandes, que venceu os 400 metros medley e integrou a equipe que surpreendeu Itajaí no revezamento 4x100m livre. "Temos um trabalho integrado com técnicos e nadadores da Unisul, do Lira (Tênis Clube) e do Clube Doze de Agosto. Assim trouxemos apenas nadadores formados em casa", afirma o técnico Filipe Corradini.

Quem também fez bonito no primeiro dia foram os nadadores de Lages, com dois ouros. Bruno Arruda Leite venceu no 200m costas, enquanto Julio Scolaro Júnior levou o ouro nos 200m peito. "Missão cumprida, mas tem mais pela frente", disse Scolaro Júnior, que nesta quinta-feira vai disputar a prova dos 100 metros peito, que tem como principal atração o nadador olímpico Eduardo Fischer.  

Texto: Cristiano Rigo Dalcin / Foto: Alessandro Koizumi